terça-feira, 15 de setembro de 2009

Policiais são presos por extorsão

ALEXANDRE FERREIRA Dois policiais rodoviários federais foram presos na madrugada de ontem sob acusação de extorsão de motoristas que trafegavam pela BR-101 Norte, em Pernambuco. Carlos Henrique da Silva Gomes, 40 anos, e Sérgio Pereira de Arruda, de 45 anos, foram presos no posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Igarassu, localizado na Região Metropolitana do Recife, onde estavam lotados. A prisão foi feita durante ação da Corregedoria Regional da Superintendência da PRF, que havia recebido uma denúncia contra os dois policiais. Carlos Henrique e Sérgio Pereira, ambos com 15 anos de polícia e salários de R$ 10 mil, foram afastados de imediato de suas funções e tiveram suas armas, uniformes e carteiras funcionais confiscadas. A PRF irá abrir um processo administrativo que poderá culminar com a expulsão deles da corporação. Na esfera criminal, eles irão responder pelo crime de concussão, que acontece quando um servidor se utiliza de cargo público para tirar vantagens para si ou para terceiros, que prevê uma pena de dois a oito anos de prisão. As investigações contra os dois policiais tiveram início há cerca de uma semana, quando um caminhoneiro se dirigiu até a corregedoria da instituição e registrou uma denúncia formal contra eles. Segundo o caminhoneiro, os policiais o abordaram na frente do Posto de Igarassu, identificaram uma infração de trânsito, realizaram a autuação e ameaçaram apreender o veículo, que só foi liberado após o pagamento de uma propina de R$ 100,00. Após a denúncia, policiais da corregedoria passaram a acompanhar os passos dos policiais rodoviários e acabaram por comprovar a irregularidade. Depois de algumas campanas e gravações de vídeos, quando já haviam coletado provas suficientes do delito, os policiais da corregedoria resolveram abordar os policiais. “A última campana foi montada na madrugada de hoje (ontem). Alguns policiais, posicionados mais à frente do Posto da PRF pararam um carro que já havia sido parado pelos acusados de extorsão e receberam a informação de que o motorista teria pago propina aos dois”, comentou o chefe do Núcleo de Comunicação Social da PRF, inspetor Éder Rommel. Em seguida, por volta das 3h, os policiais se dirigiram ao Posto Policial e abordaram seus colegas. Depois de realizarem uma vistoria no local, encontrando a quantia de R$ 1 mil, que seria proveniente do pagamento de propinas. “Lamentamos que policiais rodoviários federais ainda estejam se utilizando de práticas como esta para obter vantagens. Além de prejudicar a sociedade, desgasta a corporação. Por isso temos combatido energicamente situações desse tipo”, observou Éder Rommel. O inspetor destacou a importância da sociedade continuar denunciando irregularidades cometidas por policiais rodoviários. As denúncias devem ser feitas por meio do telefone 3201-0700.

Nenhum comentário:

Postar um comentário